23/03/20

USINAS SOLARES – Check list para encontrar as melhores áreas no Brasil

Luiz F. Ortega Fala pessoal, tudo bem? Ensinarei a montar um check list (básico) para a seleção do local de uma Usina Solar (dá para usar tanto para GD como para grandes Usinas). Vamos lá então, as principais verificações, são:

  • Recurso Solar: A principal consideração para a escolha do site é encontrar locais com valores elevados de irradiação. Quanto maior o recurso, maior será o rendimento energético por kWp instalado. Quando avaliar a irradiação em um local, deve-se tomar cuidado para minimizar qualquer sombreamento que reduza a irradiação recebida.Mas nem sempre uma maior irradiação será o ponto de tomada de decisão. Por exemplo, para uma grande UFV que irá vender energia no Mercado Livre e tem seu PPA vendido no submercado Sudeste, será necessário encontrar uma área dentro dos estados do submercado para poder comercializar a energia, mesmo que no nordeste tenha maiores índices de irradiação. Para grandes Usinas é indispensável a instalação de estações solarimetricas que irão medir as principais grandezas do site e diminuir as incertezas na geração de energia.

 

  • Área disponível:

Qual a área que eu necessito para implantar a minha UFV? Essa é uma pergunta complexa, mas a área necessária por kWp varia principalmente com a tecnologia escolhida (isso após definir a região – irradiação – óbvio). Policristalino? Monocristalino? CdTe? Você deve saber qual tecnologia pretende usar para estimar com precisão a área da sua Usina. Outro cuidado que deve ser tomado e influencia na área necessária da UFV é a distância entre linhas de módulos (pitch) necessários para evitar sombreamento que varia com a latitude do site. Os sites devem ser escolhidos com área suficiente para permitir que o pitch seja o suficiente para não perder geração de energia por sombreamento. Na imagem ao lado, uma simulação simples no PVSyst permite verificar qual o ganho de geração com o aumento do pitch (sempre avalie isso!!).

  • Clima local:

O clima influencia e muito no rendimento da sua usina, no diagrama de perdas de uma UFV, fica MUITO evidente que as perdas por temperatura são as maiores nessa simulação. Sendo assim, um clima com temperaturas altas pode influenciar na geração de uma planta. Alguns itens a serem analisados, são: Temperatura, inundações, neve (não é o nosso caso), vento e poluição atmosférica.

  • Topografia:

No mundo ideal, o terreno deve ser o mais plano possível. Se não for, será necessário investir em terraplanagem do terreno. Planeje-se para supressão vegetal, movimentações de terra, cortes, aterros, etc.

  • Uso do terreno:

Quando você ou o seu cliente não é dono da terra, deverá ser previsto uma verba para a compra do terreno ou o arrendamento do mesmo. Regiões aonde a agricultura é muito valorizada é difícil encontrar bons terrenos com valores razoáveis para as Usinas. Volta e meia a briga vai ser Sol x Soja. Obs: valores de arrendamento variam de 1 a 1.5%.

  • Critérios Ambientais:

Para praticamente todo tipo de Usina no Brasil, será necessário pelo menos uma avaliação básica ambiental (RAS/EIA/RIMA). Uma restrição ambiental, arqueológica ou coisa do gênero pode inviabilizar o seu empreendimento. Cada estado tem regulamentação para os estudos ambientais tanto para GD como para grandes Usinas e você precisará da LP, LI e LO para avançar e operar seu empreendimento.

  • Condições Geotécnicas:

É fundamental o levantamento geotécnico do site para a verificação das características do solo, normalmente avaliam: -A resistividade do solo. -A presença de pedras ou outras obstruções. -O nível do lençol freático. -O pH do solo e os constituintes químicos para avaliar o grau de proteção contra corrosão exigido e a especificação adequada das propriedades do cimento a ser usado no concreto da fundação. -Testes de pull-out.

  • Vias de acesso:

É necessário analisar os acessos até a UFV para garantir que eles estão preparados para receber automóveis, caminhões, maquinas e equipamentos que serão utilizados na obra e na operação da usina. Áreas próximas a estradas estaduais/federais em bom estado são as mais indicadas.

  • Acesso ao sistema elétrico:

Para o acesso ao sistema elétrica é necessário verificar a capacidade de escoar a energia, proximidade do SIN, espaço físico e conhecer as regras para o acesso. No link abaixo existe um passo a passo de como acessar o sistema: http://www.ons.org.br/sites/multimidia/Documentos%20Compartilhados/acesso_conexao/passo-01.html Se estiver com muita preguiça que analisar diversas áreas até encontrar a área ideal, fale comigo, tenho certeza que posso ajudar.